Aldeia do Piódão

by - 15 agosto






Algures no meio da Serra do Açor, muito bem escondida, fica esta histórica aldeia. À procura deste primeiro destino, entre curvas e contra curvas, não há sítio que olhemos que não nos ofereça uma paisagem de cortar a respiração. Vários km percorridos e umas quantas paragens depois, lá está ela. Pequena mas majestosa. Encantadora de tão misteriosa que é.








A aldeia está meticulosamente construída em redor dos socalcos que caracterizam a zona e, por isso mesmo, é impressionante pela sua arquitectura. O escuro do xisto confere personalidade à aldeia e nem a sua abundância a torna aborrecida. 








O Piódão é isto. Cantos e recantos praticamente impossíveis de diferenciar. São ruas e ruelas, estreitas e tão bonitas. Água em abundância que se mostra quase em cada esquina. Gente simpática, acolhedora e habituada ao alvoroço que a beleza do sítio traz.







Quase já no fundo da aldeia, avistamos a tão famosa praia fluvial do Piódão. De águas frias, mas puras. Uma verdadeira piscina natural que convida os turistas a banhos e que faz as delícias de quem por ali tem a sorte de passar o verão. Nós não nos atrevemos ao mergulho, infelizmente, que havia um check in por fazer a vários km dali e ainda queríamos descobrir Chãs d'Égua. Ficaram as fotografias de mais um sítio encantador de Portugal.




O convite ficou feito. A vontade de voltar, também. Quiçá daqui a um ou dois verões e, desta vez, com ele, à aventura. A primeira impressão do Piódão está feita e a viagem continuou para Foz d'Égua que, garanto, é ainda mais linda que a Praia Fluvial de Piódão!

You May Also Like

0 comentários