A Casa de Baixo

by - 22 agosto



A pressa e a decisão repentina de organizar uma roadtrip de dois dias quase nos levou a partir sem check in marcado. Em pleno mês de agosto e com menos de 24h de antecedência, toda a gente sabe que é praticamente impossível encontrar algo que se diga "de jeito". Ora, qual não é o nosso espanto quando verificamos que a Casa de Baixo, aquele turismo rural fantástico, tem dois quartos vagos para esta família de seis? Uma sorte e um achado, verdade?



A Casa está situada em Alvôco das Várzeas, no concelho de Oliveira do Hospital, e trata-se de uma Casa reabilitada do século XVI que tem tudo - mas mesmo tudo! - o que precisamos para pernoitar e passar uns dias fantásticos.






O tempo por aqui passa devagar. Há muito com que nos entreter. Um jardim para percorrer, uma paisagem para admirar, um cantinho para ler ou outro para descansar. Os ares são outros, a calma era maior. Sem pressa, sem rotinas, havia tempo para tudo.


Por aqui também é possível aproveitar a piscina, conviver com os cavalos da quinta, andar de bicicleta, fazer canoagem na praia fluvial ali ao lado - disso, falaremos depois - e fazer serões na sala de estar comum.


Há direito a pequeno almoço mas (ainda) não são servidas refeições principais. O restaurante mais próximo fica a menos de 10km e merece destaque: chama-se Guarda Rios e, se abrirem as janelas, podem jantar com o som da água e com uma vista para o Poço da Broca. Mas o Poço, esse, ficará para um outro artigo, que merece todo o destaque. 
Por aqui se pode tomar o pequeno almoço e por aqui se pode relaxar. A decoração é lindíssima e o espaço é confortável e acolhedor.






Para uma família de seis foram dois quartos. Um de casal, outro duplo com cama extra. Todos os quartos da Casa de Baixo têm uma temática diferente. Os nossos chamavam-se "Sr. Doutor" e "Floresta", respectivamente, o de casal e o duplo. E eram acolhedores até mais não! Ora espreitem.

Quarto Sr. Doutor

O dos pais. Quarto duplo e casa de banho privativa. Janela com vista directa para a rua e um mimo de quarto. Parecia confortável e, dizem eles, confirmou-se.




Quarto Floresta

O nosso, das crianças. Salvo seja, que eu já conto 21. Um quarto lindíssimo com uma decoração que transmitia calma. Um quarto digno da sua temática. Com direito a varanda e vista directa para o jardim e para as serras que nos rodeavam. Lindo, não era?








Tudo por aqui foi pensado ao pormenor, ou não fosse este um turismo rural de excelência, certo?




Gostámos muito e soube a pouco. Uma noite por aqui passa devagar e é aproveitada da melhor maneira, mas sabe sempre a pouco. Fica, como é óbvio, a vontade de voltar. Com ele, quiçá.

You May Also Like

5 comentários

  1. Gostei bastante do post :)
    Ando à procura dum sitios destes para passar um fim-de-semana e sem dúvida alguma que este seria um lugar perfeito :p
    Beijinhos

    Temos sorteio lá no blog :)
    Polimake-Blog | Youtube | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este fica bem longe de tudo, só sentimos mesmo falta do serviço de refeições, mas vale tanto a pena!

      Beijinhos :)

      Eliminar
  2. Awwwwww que lindo! Adorei as fotos e o espaço, é delicioso e estou desejosa de o conhecer :D parece um verdadeiro paraíso de serenidade e calma, perfeito para relaxar no fim-de-semana!

    Sara Cabido | Little Tiny Pieces of Me

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um paraíso com tudo a que temos direito! Obrigada :)

      Eliminar
  3. Adorei toda a descrição, descreve tudo ao pormenor, e muito bem dito, muitos parabéns :)
    Tenho apenas um pequeno (grande) reparo a faze, a localidade de Alvôco das Várzeas não pertence ao concelho de Arganil, mas sim ao de Oliveira do Hospital :)
    As fotos estão muito boas :) Mais uma vez, parabéns :) :)

    ResponderEliminar