O Porto

by - 08 janeiro

Maravilhoso!  Nunca o tinha visitado e mal cheguei soube que não ia ser a última vez. Vi tudo o que podia, mas muito mais ficou por ver.


Fomos - eu e ele - de expectativas elevadas para a cidade que foi nossa durante o último dia de 2014, e o primeiro de 2015. E de lá voltámos, sem quaisquer desilusões.
Uma vez instalados e de mapa nas mãos, vimos tudo quanto pudémos.

















































E fomos até Gaia.
Descemos de teleférico e comprovámos que, de facto, a melhor vista do Porto é feita dali mesmo.
Por Gaia almoçámos, num restaurante italiano cujo nome entretanto me esqueci. Seguimos para uma prova de vinhos que mais uma vez me deu certezas que não sei apreciar a bebida, infelizmente. Por lá ouvimos Fado - ironicamente, Lisboa Menina e Moça.
Atravessámos outra vez a D. Luiz I em busca dos Aliados, da Livraria Lello, dos Clérigos, da Praça da Batalha e do famoso Magestic.
Destes cinco, ficou para a próxima a Livraria Lello, que estava fechada há quinze minutos, a Torre dos Clérigos, que ainda temos de subir, e o famoso Magestic, que passámos por ele e nem demos conta.


A Avenida dos Aliados recebeu uma imensa multidão e um concerto fantástico dos Clã - que recomendo. Já em 2015, vi os Aliados serem palco de um fogo de artifício lindo e quando o dia chegou fomos rumo ao Palácio de Cristal e à Casa da Música.
E entretanto acabaram-se as películas da Instax mini 8, e a máquina dele deu o berro. Acabaram-se os registos da nossa primeira ida ao Porto.


You May Also Like

1 comentários