Tiger

by - 06 fevereiro

A descoberta de hoje. De vez em quando há que explorar mais um bocadinho daquela que é a cidade mais bonita de Portugal - cá para mim, claro. Assim foi o dia de hoje. Chuvoso, infelizmente, mas com descobertas felizes. Foi na Rua da Prata que dei de caras com uma loja que, à primeira vista, não me pareceu muito comum. E não me enganei! Há um estilo muito próprio que nos convida a entrar sem hesitar. Prevê-se que ali se encontrarão dos mais diversos objectos, cada um com uma particularidade mais bonita do que a outra. Tem uma luz maravilhosa e umas prateleiras cheias de cor e variedade. Não, não é um mercado nem nada do género. Chama-se Tiger, e fica ali na nossa Baixa.













Dada a época amorosa que se avizinha, as atenções à entrada são viradas para os objectos mais queridos. Há de tudo! E tudo é romântico. Foi aqui que, sem querer, encontrei (mais) um miminho para ele. São coisas pequeninas, amorosas e, na sua maioria, complementares a surpresas românticas - daquelas que eu gosto, sem coisas materiais. Há postais que podem acompanhar um texto bonito, almofadas que tornam o ambiente mais acolhedor, velas que iluminam momentos apaixonados (...) há tanta coisa bonita.




















Depois há um percorrer da loja cada vez mais entusiasmante. Apetece sempre trazer isto e aquilo. Ora porque é bonito, ora porque na verdade daria muito jeito (e é bonito). E há perdições! - as minhas, pelo menos. Velas e chás, lado a lado. Estou para saber como lhes resisti. Não tarda volto lá, já se sabe.






































Se, como eu, ainda não tinham conhecimento da Tiger, visitem a Rua da Prata e procurem pelo número 181. Para ajudar, tive ainda conhecimento que está a decorrer um passatempo do Dia dos Namorados no facebook da loja e tudo o que têm de fazer é tirar uma selfie e publicar. Não deixem de passar por lá!

You May Also Like

0 comentários